As suas crenças em Deus que ainda existirem serão "arrebatadas" por esse artigo contundente de William Magalhães.
Uma das maiores paranormais do mundo é brasileira e é internacionalmente famosa e requisitada.
Se você pudesse renascer na sua melhor versão como uma Fénix, como seria? Veja a experiência da Vanessa com a RTS.
Os depoimentos que tornaram o Força Subconsciente um site famoso e cheio de conteúdos voltados ao despertar coletivo. Novos depoimentos num novo modelo de conversa. Confira já!
Os seus problemas atuais começaram lá na sua família de origem, sabia? Pode ser difícil para você, mas é possível resolvê-los.

Pesquisar no site

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Deus, o ser mais malévolo que jamais existiu - Parte I

A mensagem abaixo foi extraída do texto de Robert G. Ingersoll - Porque sou agnóstico. Robert foi um dos maiores oradores dos Estados unidos do século XIX. Enquanto as estigmas criadas pela igreja católica iam se transmutando em novas religiões dela própria, Robert seguiu o caminho oposto de seus conterrâneos: Preferiu a sabedoria do que a superstição, o questionamento à alienação.
Enfim, foi um homem a frente do seu tempo. Talvez este seja um dos textos mais ferrenhos que vocês irão ler sobre a pseudoespiritualidade, sobre as religiões como um todo - E não só a cristã. Embora o autor utilize palavras duras e diretas, elas servem a um propósito: Levar à mente sã, os portões da liberdade, à quebra das correntes supersticiosas, enfim, o caminho para a sabedoria verdadeira. Pois, de outra forma, não a alcançaria.

Espero que aproveitem a leitura e caso se sintam ofendidos com a mesma, percebam que não estamos tratando de religião aqui - O objetivo primordial do Força Subconsciente é despertar a curiosidade, incentivar o senso crítico dos leitores e abrir seus olhos para horizontes além da compreensão humana. Se você não consegue aturar uma opinião diferente do que a sua, então você jamais conceberá verdade alguma, nem por uma fração de segundos, pois repousa na dúvida - e não na crença de que você já sabe de TUDO -  o caminho real para a libertação.

William C. Magalhães 


Porque sou agnóstico




"Herdamos a maior parte de nossas opiniões. Somos herdeiros de hábitos e costumes mentais. Nossas crenças, assim como o estilo de nossas roupas, dependem do local em que nascemos. Somos moldados e formados pelo ambiente que nos circunda.O ambiente é um escultor – um pintor.

Se tivéssemos nascido em Constantinopla, a maioria de nós diria: “Não há qualquer Deus senão Alá, e Maomé é seu profeta”. Se nossos pais vivessem nas margens do Ganges, seríamos adoradores de Shiva, sequiosos pelo céu de Nirvana.

Por via de regra, os filhos amam seus pais, acreditam no que eles dizem e orgulham-se muito de dizer que a religião de seus pais lhes é satisfatória.

Em grande parte os indivíduos amam a paz; não gostam de desavenças com seus vizinhos; gostam de companhia; são sociais; gostam de perseguir seus objetivos acompanhados; odeiam a solidão.

[...] A crença não está sujeita à vontade. Os homens pensam como precisam pensar. Crianças não crêem, nem podem crer, exatamente no que lhes foi ensinado. Elas não são totalmente idênticas aos seus pais. Elas diferem em temperamento, em experiência, em capacidade, em atmosfera. Apesar de imperceptível, há uma mudança contínua. Há desenvolvimento, há crescimento consciente e inconsciente; comparando-se longos períodos de tempo, percebe-se que o velho foi quase totalmente abandonado, quase totalmente sobreposto pelo novo. O homem não é capaz de permanecer imutável. A mente não pode ser ancorada. Se não avançarmos, vamos retroceder. Se não crescermos, vamos definhar. Se não nos desenvolvermos, vamos atrofiar.

Como a maioria de vocês, fui criado entre pessoas que sabiam – que estavam convictas. Não tinham motivos para questionar ou investigar. Não tinham dúvidas. Sabiam-se possuidoras da verdade. Em suas crenças não havia suposições, não havia talvez. Elas tinham a revelação de Deus. Conheciam o início de tudo. Sabiam que Deus havia começado a criação numa segunda, quatro mil e quatro anos antes de Cristo. Sabiam que na eternidade anterior àquela manhã ele não havia feito nada. Sabiam que ele levou seis dias para criar a Terra – todas as plantas, todos os animais, toda a vida e todos os globos que giram no espaço. Sabiam exatamente o que havia feito em cada dia e quando descansou. Sabiam qual era a origem, a causa do mal, de todos os crimes, de todas doenças e da morte.

Quando eu era criança, ouvi-os falar sobre um velho fazendeiro de Vermont que estava morrendo. O pregador estava ao lado de sua cama, e perguntou se ele era um cristão, se estava preparado para morrer. O velho respondeu que não havia preparado-se, que não era cristão – que em toda a sua vida não havia feito nada senão trabalhar. O pregador respondeu que não poderia lhe dar qualquer esperança caso não tivesse fé em Cristo – que sem fé sua alma certamente estaria perdida.

O homem não estava amedrontado, mas perfeitamente calmo. Com uma voz fraca e quebrantada, disse: “Caro pastor, suponho que o senhor já tenha conhecido minha fazenda. Eu e minha esposa viemos para cá há mais de cinqüenta anos. Éramos recém-casados. Era tudo uma floresta, e a terra estava coberta de pedras. Cortei as árvores, queimei os troncos, recolhi as pedras e erigi as paredes. Minha esposa costurava e tecia, trabalhava o tempo todo.

Criamos e educamos nossos filhos – abdicamos a nós mesmos. Durante todos esses anos minha esposa nunca teve um vestido ou um chapéu decentes. Eu nunca tive roupa boa. Vivíamos da comida mais simples. Nossas mãos e nossos corpos deformaram-se pelo trabalho. Nunca tivemos férias. Amamos um ao outro e os nossos filhos – esse foi o único luxo que jamais tivemos. Agora estou à beira da morte e o senhor me pergunta se estou preparado. Caro pastor, não temo o futuro, nem qualquer terror de outro mundo. Talvez até exista um lugar como o inferno, mas o senhor nunca me fará acreditar que possa ser ainda pior que Vermont”.

Então contaram sobre um homem que se comparou ao seu cachorro. “Meu cachorro”, disse ele, “apenas late e brinca. Pode comer o quanto quiser. Nunca trabalha e nem se preocupa com negócios. Daqui algum tempo ele morrerá, e isso é tudo. Eu trabalho com toda a minha força, não tenho tempo para brincar, me deparo com problemas diariamente. Logo morrerei, e então irei para o inferno. Queria estar no lugar do meu cachorro”.

[...] Todos que duvidassem ou contestassem estariam perdidos. Viver uma vida moral e honesta – honrar seus contratos, cuidar de sua esposa e filhos, construir um lar feliz, ser um bom cidadão, um patriota, um homem justo e reflexivo – era simplesmente um modo respeitável de ser condenado ao inferno.

[...] No Novo Testamento a morte não é o fim, mas o começo de uma punição interminável. No Novo Testamento a maldade de Deus é infinita e sua ânsia por vingança é eterna.
O Deus ortodoxo, quando em forma humana, disse a seus discípulos que não resistissem ao mal, que amassem seus inimigos e que, se atingidos numa face, que oferecessem também a outra (Cf. Mateus 5). Ainda assim, dizem que este mesmo Deus, com os mesmos lábios amorosos, proferiu estas palavras monstruosamente diabólicas: “Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos” (Cf. Mateus 25:41).

Essas são as palavras do “amor eterno”.
Nenhum ser humano tem imaginação suficiente para conceber este horror infinito."

Preste atenção nesse trecho. Talvez o leitor, caso tenha lido o referido trecho bíblico ou o ouvido em alguma pregação, possa argumentar - mesmo que de forma inconsciente -  que nesta situação jesus estava se referindo aos falsos cristãos que fingiam ser adoradores de Deus quando na verdade eram 'pecadores canalhas'. Mas preste atenção no trecho de Ingersoll que fala sobre a ida ao inferno. 


 [...] Todos que duvidassem ou contestassem estariam perdidos. Viver uma vida moral e honesta – honrar seus contratos, cuidar de sua esposa e filhos, construir um lar feliz, ser um bom cidadão, um patriota, um homem justo e reflexivo – era simplesmente um modo respeitável de ser condenado ao inferno.

Notem que aqui a questão não é sobre o pecado propriamente dito. Mas o destino do pecador. Veja para quem é destinado o inferno. Veja um dos públicos o qual o inferno e suas infinitas dores é destinado. Prestem bastante atenção o que também te torna PECADOR. . Não basta ser honesto, justo e fiel se você não aceitar Deus como seu senhor e Jesus como seu salvador. Não interessa se você é uma pessoa justa, fiel e correta em seus caminhos. Nada disto basta se você não se 'arrepender' de ser uma pessoa boa(?) mas que não aceitou eles dois como seus salvadores. 
E porque tudo isso? Porque Deus não poderia aceitar pessoas de bom coração também? 
Porque Deus quer que você reconheça sua pequenez diante dele? Ou na verdade ele quer que todos façam sua vontade sem questionar, características notórias de um sujeito com inúmeros sintomas de um maníaco compulsivo? . Você sabia que se o 'Deus' bíblico fosse um sujeito real - e não um mito, o que ele fato é - ele poderia ser diagnosticado com inúmeros distúrbios de personalidade? Não precisa ser ateu ou agnóstico para constatar isso, basta a ler a bíblia! Mas isso é assunto para a parte II desse extenso artigo. 

O texto prossegue: 


"Tudo que a humanidade sofreu com as guerras, com a pobreza, com a pestilência, com a fome, com o fogo e com o dilúvio, todo o pavor e toda a dor de todas as doenças e de todas as mortes — tudo isso se reduz a nada quando posto lado a lado com as agonias que se destinam às almas perdidas.

Este é o consolo da religião cristã. Esta é a justiça de Deus — a misericórdia de Cristo.

Este dogma aterrorizante, esta mentira infinita: foi isto que me tornou um implacável inimigo do cristianismo. A verdade é que a crença na danação eterna tem sido o verdadeiro perseguidor. Fundou a Inquisição, forjou as correntes e construiu instrumentos de tortura. Obscureceu a vida de muitos milhões. Tornou o berço tão terrível quanto o caixão. Escravizou nações e derramou o sangue de incontáveis milhares. Sacrificou os melhores, os mais sábios, os mais bravos. Subverteu a noção de justiça, derriscou a compaixão dos corações, transformou homens em demônios e baniu a razão dos cérebros.

Como uma serpente peçonhenta, rasteja, sussurra e se insinua em toda crença ortodoxa.

Transforma o homem numa eterna vítima e Deus num eterno demônio. É o horror infinito. Cada igreja em que se ensina esta ideia é uma maldição pública. Todo pregador que a difunde é um inimigo da humanidade. Em vão se procuraria uma selvageria mais ignóbil que este dogma cristão. Representa a maldade, o ódio e a vingança sem fim.

Nada poderia tornar o inferno pior, exceto a presença de seu criador, Deus.

Enquanto estiver vivo, enquanto estiver respirando, negarei esta mentira infinita com toda minha força, a odiarei com cada gota de meu sangue.

Nada me da mais prazer que a consciência de que a crença na punição eterna está se desvanecendo a cada dia, que milhares de ministros se envergonham dela. Alegra-me saber que os cristãos estão se tornando compassivos, tão compassivos que as chamas do inferno estão extenuando-se — enfraquecidas, abafadas pelas cinzas, destinadas a morrer definitivamente em poucos anos.

Por séculos a cristandade era um manicômio. Papas, cardeais, bispos, padres, monges e hereges eram todos malucos.

Apenas alguns poucos — quatro um cinco em um século — tinham o coração e a mente íntegros. Apenas alguns poucos — apesar do rugido, do estrondo, dos gritos selvagens — ouviram a voz da razão. Apenas alguns poucos — em meio à selvagem fúria da ignorância, do medo e do fervor — preservaram a perfeita calma que a sabedoria proporciona.

Nós temos avançado. Esperamos que, dentro de alguns anos, os cristãos tornem-se humanos e sensíveis o suficiente para negarem o dogma que preenche infindáveis anos com sofrimento. Deveriam saber que este dogma é profundamente incompatível com a sabedoria, com a justiça e com a bondade de seu Deus [se ele existisse]. Deveriam saber que a crença no inferno dá ao Espírito Santo — a Pomba — um bico de abutre e coloca presas de víbora na boca do Filho de Deus."

CONTINUA...


"A figura central do cristianismo é — pasmem todos — o diabo, e não Jesus, como muitos acham. Pois é a partir da ameaça, do medo e da tortura psicológica - E não do amor, da serenidade ou parcimônia -  que tantos padres e pregadores conseguem obrigar um sujeito sã a crer num absurdo como a bíblia e suas fábulas. Não há qualquer outro lugar do mundo a não ser nos templos e reuniões cristãs que esta criatura mitológica seja tão profundamente difundida ou exaltada suas proezas maléficas, do que nestas reuniões. Se ela não existisse na mitologia cristã, a sociedade já teria enxergado o cristianismo apenas como uma religião qualquer, e não uma fonte de verdade e salvação. O sucesso do cristianismo está intimamente ligado com a imagem do diabo perpetrada nas mentes dos indivíduos alienados, incutindo medo, angústia e depressão a simples menção do seu nome. Na sociedade chamamos isso de coerção e lavagem cerebral, mas no cristianismo eles chamam isso de salvação" 

William C. Magalhães


FORÇA SUBCONSCIENTE
"Não acredite em nada, mesmo o que está escrito aqui.
PESQUISE.
Tenha suas próprias experiências."



#FísicaQuântica #Física #Espiritualidade #SaltoQuântico #CuraQuântica #Angústia #Depressão #Pânico #SíndromeDoPânico #Transtorno #Reencarnação #Karma #Espírito #Alma #Doenças #Cura #Quântica #Quântico #CuraQuântica #Terapia #Terapeuta #Transpessoal #Psiqué #Transcendente #Transcendência #Hórus #Mistérios #Despertar #Subconsciente #OPoderDoPensamento #PensamentoPositivo #OPoderDoSubconsciente #SubconscienteHumano #SuperHumanos #Parapsicologia #Paranormal #Prosperidade #Dinheiro #Coach #Coaching #Finanças #Crise #PNL #Hipnose #Yoga #Ioga #Mediunidade #Meditação #Numerologia #Grabovoi #DhinAkari #OSaltoQuânticoGenético #Supraconsciência #EuMaior #EuSuperior #NovaFísica #Illuminati #TeoriaDaConspiração #Compaixão #Amor #Carinho #Sensual #Xamanismo #Superação #Intuição #Autoajuda #Poliamor #Poligamina #DavidIcke #Osho #Deeksha #Reiki #AstronautasAntigos #Astrologia #Astronomia #Ufo #Ufologia #OVNI #Esoterismo #ChicoXavier #DivaldoFranco #EleNão #ForaTemer #Empreendedorismo #Contabilidade #Farmacologia #Investimento #Mentalismo #Mente #Mitologia #Egiptologia #Deuses #Deusas #SagradoFeminino #SagradoMasculino #Passe#Candomblé #Umbanda #Vodu #MagiaUniversal #MagiaGoetia #PlanetaPrisão #PrisionPlanet #Terra #TerraPlana #MicrofísicaDoPoder #Agnosticismo #Agnóstico #Agnóstica #Agnose #Gnose #Gnosticismo #Conhecimento #ETBilu #Lúcifer #Luciferianismo #ComandoAshtar #Ashtar #AshtarSheran #AdemarJoséGevaerd #RevistaUFO #Ira #Revolução #Raiva #Ódio #Revolta #Ímpeto #Sucesso #Glória #Empreendimento #Investimento #Empreendedorismo #Engenharia #Contabilidade #CompulsãoAlimentar #Conflito #Extraterrestre #Alien #Alienígena #ErichvonDäniken #ErichAntonPetervonDäniken #Däniken #TransmissãoDoRetornoÀFonte #Fonte #CuraReconectiva #SerafimVieira #EricPearl #CuraComAsMãos #PoderDasMãos #MulherDoAlgodão #EderlazilMunhoz #FundaçãoCacique #CaciqueCobraCoral #FCCC #PadreQuevedo #LeiDaAtração #Pentagrama #hexagrama #SriPremBaba #SaúdeMental #LGBTQIA #LGBT #EscalaKinsey #Diversidade #Socialismo #Comunismo #Capitalismo #KarlMarx #CarlSagan #Jung #Buda #Siddhartha #SiddarthaGautama #Comportamento #ComportamentoDeManada #Demiurgo #Mandala #Sofrimento #Iluminação #Evolução #Iniciação #Tantra #Tântrico #TerapiaTranspessoal #ConstelaçãoFamiliar #ConstelaçõesFamiliares #Bilionários #Milionários #Representatividade #AnelIlluminati #AnelConsagrado #ReiSalomão #Ramsés #Faraó #RamsésII #Vidas #Passadas #VidasPassadas