A ciência vem sendo usada por charlatões para "provar" falsas verdades e adoecer a população e o ecossistema.
Quem está por trás da tão possível privatização da água? Se ela for privada, como ficará a vida de quem não puder pagar por ela? A privatização das coisas públicas faz bem para quem?
Um jovem prodígio brasileiro, com muito pouco recurso, na sua escola técnica desenvolveu uma tecnologia capaz de tornar pessoas em coma comunicáveis.
As tecnologias da comunicação interconectaram o mundo, mas agora estão dando brecha para que mentiras e fatos mal-interpretados decidam o destino das pessoas. A quem interessam as Fake News?
O mistério dos corpos que não se desfazem depois da morte. A santidade da personalidade que ali habitava é que causa esse fenômeno? Mistério!

Pesquisar no site

domingo, 16 de dezembro de 2012

Depoimento - SQG - Magal Isali


Olá a todos! Faz menos de 2 meses que me submeti a iniciação (este nome é falso, meu nome real é outro).

Não tive ainda aquela "dedicação" em continuar com os exercícios em casa!

Sou casado, tenho 38 anos e por conta do trabalho meu e de minha esposa, nesta época do ano principalmente - outubro a dezembro – viajamos bastante.

- Vou tentar ser breve em poucos tópicos:
1) O que percebi de imediato, não sei se todos tiveram o mesmo “sintoma” – foi um aumento exacerbado da libido. Sempre tive vida sexual ativa, normal para um casamento de 13 anos, com 2 filhas, etc. Mas a coisa ficou tão “ativa” que a patroa já estava até dormindo de “calça jeans” (risos) – zueira, mas o lance é sério – de uns 10 dias pra cá venho praticando os exercícios, meditação, etc... e este impulso já diminuiu, retornando níveis comuns anteriores.
 2) Outra coisa que percebi também foi uma maior “disposição” física, dormindo menos – já várias vezes 3h ou 4h por noite sem grandes prejuízos na rotina do dia posterior – teve noite que passei em claro, acordado e rotina normal no dia seguinte. 
3) Estou estudando para um concurso e por isso também (além de viagens) acessando bem menos internet, facebook, etc... - notei certa melhora nos estudos, maior compreensão e fixação do conteúdo. 

4) Algumas recordações no dia da iniciação – posterior apenas alguns “flashes” em uma das vezes que estava praticando – mas como não tenho firmado uma rotina, quero ver se em janeiro já retomo com mais tempo e disposição - por ora quando posso pratico.

5) Referente aos “chackras” :

Antes de me submeter ao salto, já procurava estimular eles através de meditações, visualizações, etc... com auxilio de áudio, mantra, etc. – agora percebo a “energia” no local, em cada um deles (dos 7 principais) com muito mais facilidade, bastando um pensamento/vontade e nem sempre em ambiente meditativo – mesmo no trabalho, em sala de aula, em qualquer lugar. 

De um modo geral sinto mais “aguçadas” as percepções – mais consciente sobre mim mesmo.

Algumas e outras experiências no dia-a-dia vão comprovando isso...

Talvez estes “sintomas” relatados, outros já o possuem em maior/menor grau mesmo sem a iniciação – neste curto espaço de tempo foi o que pude perceber com mais facilidade e sei que posso (e podemos) muito mais.

Desejar apenas não basta. É o começo. Tirar "o pé do chão" = esforço aliado com vontade.

O céu será o limite? (risos) - Abraços!
Magal Isali