A ciência vem sendo usada por charlatões para "provar" falsas verdades e adoecer a população e o ecossistema.
Quem está por trás da tão possível privatização da água? Se ela for privada, como ficará a vida de quem não puder pagar por ela? A privatização das coisas públicas faz bem para quem?
Um jovem prodígio brasileiro, com muito pouco recurso, na sua escola técnica desenvolveu uma tecnologia capaz de tornar pessoas em coma comunicáveis.
As tecnologias da comunicação interconectaram o mundo, mas agora estão dando brecha para que mentiras e fatos mal-interpretados decidam o destino das pessoas. A quem interessam as Fake News?
O mistério dos corpos que não se desfazem depois da morte. A santidade da personalidade que ali habitava é que causa esse fenômeno? Mistério!

Pesquisar no site

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Estudo confirma extinção das religiões em países europeus

 Fonte: Paulo Lopes

 
República Checa lidera
lista das populações de
jovens menos religiosos
Novo estudo mostra que a maioria dos jovens de países religiosos não segue nenhuma crença, confirmando que as religiões organizadas estão em extinção naquele continente. 

O estudo “Jovens, Adultos e Religião na Europa” foi feito pelo professor de teologia e sociologia da religião Sthephen Bullivant, da universidade católica de St. Mary, em Londres, com base em pesquisa europeia do período 2014-2016.

A religião está moribunda, admite Bullivant.

“Com exceções notáveis, os jovens [de 16 a 29 anos] não se identificam com religião ou a praticam”.

Diz que em cem anos não restará nada das referências morais e de comportamento do cristianismo.

Os jovens menos religiosos são os da República Tcheca. Do total, 91% deles afirmam não ter filiação a igreja.

Em seguida, vêm os jovens da Estônia, Suécia, Holanda, Reino Unido, Hungria, Bélgica e França.

Em Portugal, os jovens desvinculados da religião chegam a 42% [ver gráfico acima].

Bullivant afirma que os jovens vão a um templo uma única vez, para serem batizados.

“As pessoas não estão passando sua identidade religiosa aos seus filhos.”

Com informação da pesquisa, do The Guardian e de outras fontes.